Categorias
Novo Testamento

Marcos 4

Jesus tava curtindo aquele lance de ensinar o povo sentado numa canoa, enquanto a galera ficava na praia. E falava sobre coisas que ninguém havia dito ainda.

“O dono das sementes fez aquilo que mais sabe fazer. Foi jogá-las na terra pra ver o que acontece. Jogou umas na estrada de terra, outras num canteiro cheio de pedras, umas num matagal cheio de espinhos e algumas num terreno bem preparado. Essas últimas cresceram forte e produziram incontáveis novas sementes pro trabalho continuar. Essa é a história que eu tinha pra contar pra vocês hoje”.

Os seus discípulos não tinham entendido nada, então pediram explicações. E Jesus explicou dizendo: “Relaxem que eu vou mastigar as coisas pra vocês. Falei assim só pra complicar mesmo, pra essa galera aí fora não entender. Gente, aprendam a pensar um pouco mais. Senão como vão entender as outras histórias que eu conto?”.

“O dono das sementes sou eu. Os da estrada de terra são os que, no primeiro sufoco, desistem das coisas de Deus. Os no canteiro com pedras são os que são rasos e, por falta de fundamento, vazam fora logo. Os nos espinhos são os que se envenenam com dinheiro, fama e poder. Só os que estão no terreno preparado é que podem produzir incontáveis outras sementes.”

“O propósito de vocês serem luz nesse mundo é iluminar onde tá escuro. Uma luz guardada dentro de um prédio não serve pra nada, pois não ajuda quem tá no escuro lá do lado de fora”.

“Da mesma maneira que vocês consideram os outros, vocês também serão considerados. Maneirar na hora de tacar pedras nos outros é aliviar a sua própria situação”.

“O reino de Deus é igual a um cara que plantou uma semente e no outro dia ela brotou e virou uma planta. Ele não sabe como isso aconteceu, mas entende que o propósito disso é que ela seja cortada pra virar nova semente”.

“O reino de Deus é uma semente pequena e que muita gente nem dá valor, mas que vira uma grande árvore e faz a diferença no mundo ao seu redor”.
E assim falava muitas coisas, sempre usando histórias esquisitas, pra ninguém entender mesmo, a não ser os seus discípulos.

No final da tarde resolveram atravessar pro outro lado de barco. No meio da travessia começou um vento brabo que jogava água dentro. Enquanto isso, Jesus dormia feito uma criança, deitado numa almofada. E o acordaram então aos gritos: “AI JESUS! NÃO TÁ VENDO QUE A GENTE TÁ SE FERRANDO COM A TEMPESTADE AQUI NÃO?”. E Jesus acordando respondeu pro vento: “Chiiiiiiiiiiiu!”. E o vento parou na hora.

Jesus então tirou grandão seus discípulos: “Até agora vocês tão nessa bundamolice de não crer?”. E a turma toda meio que sujou a cueca, só de pensar nas coisas que Jesus era capaz de fazer. Afinal, quem era ele?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Faz a conta aí pra evitar Spam 3 + 6 =