Categorias
Novo Testamento

Marcos 3

Entrando na igreja de novo, deu de cara com um homem que tinha a mão toda esquisita. E os crentes esperavam pra ver se Jesus ia fazer algum milagre no sábado, pra arrumarem confusão. Então ele disse: “Hi Five, brother!”. E o cara da mão com defeito a esticou e deu um perfeito “Hi Five” em Jesus. E ele perguntava aos crentes: “Melhor fazer o certo ou não num sábado? Melhor salvar alguém ou matar?”. E ninguém respondeu nada porque eram tanga frouxa demais pra isso.

Os crentes já estavam se preparando pra matar Jesus. Questionavam quem era ele pra confrontar a tradição religiosa que os pastores tinham estabelecido.

Jesus, nem dando moral pro acontecido, saiu com seus discípulos e mais uma multidão junto pelas praias próximas. Pediu a seus discípulos para sempre deixarem uma canoa por perto, pra ser o veículo de fuga. Pois muita gente o pressionava… e os capetas saiam gritando horrores; e ele esculachava com todo o inferno.

Quando subiu numa montanha deu instruções pros seus doze comparsas sobre como deveriam orar, expulsar os encostos e curar pessoas. Eram eles Pedro (que na verdade chamava-se Simão), os irmãos Tiago e João (uma dupla da pesada, também conhecidos como Filhos do Trovão), André, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, outro Tiago, Tadeu, Simão, Judas (o que traiu o movimento vééééi) e Washington. Tá, não tinha Washington nenhum! Eram só os outros mesmo. Tava só testando se você leitor estava atento!

Indo eles pra casa de um truta nas redondezas, o povão inventou de ficar por perto. Tipo paparazzi. E nem dava pros caras comerem direito de tanta gente em volta.

Todo mundo achou que Jesus tava ficando louco e os crentes foram lá pra atazanar. Diziam que ele tinha encosto. Mas Jesus retrucava que não faria sentido combater exatamente o lado que diziam que estava. E disse: “Se os inimigos de uma casa forem os que moram lá, é claro que vai ferrar tudo! Acham mesmo que o diabo tá combatendo o próprio diabo? Isso non ecxiste!” (citação ‘in memoriam’ padre Quevedo).

“Pra entrar ladrão no banco, primeiro tem que ver se a segurança tá rendida. Senão mano, o ladrão se ferra. E já vou avisando vocês que falam essas asneiras todas que, quem falar merda sobre o Espírito Santo, não vai ser perdoado. Posso perdoar todo tipo de coisa, mas isso aí já é apelação!”
Sua família então apareceu e procuravam por Jesus do lado de fora da muvuca toda. Quando deram a notícia a ele, explicou que sua família não era apenas quem tem o mesmo sangue, mas todos os que obedecem a Deus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Faz a conta aí pra evitar Spam 2 + 8 =