Categorias
Novo Testamento

Lucas 11

De verem Jesus orar, os discípulos pediram pra serem ensinados nesta fabulosa arte ninja. E ele ensinou: “Sejam diretos. Falem mais ou menos assim ó: paizão que tá no céu, que tudo nessa vida seja pra que o seu nome seja reconhecido como santo. Que o seu reino e a sua vontade sejam verdades conhecidas. Alivie a dureza dessa nossa vida e perdoe as mijadas fora do vaso que damos, da mesma maneira que a gente perdoa as outras pessoas! Não deixe a gente se ferrar sozinho e nos deixe imunes às coisas ruins”.

Também explicou que Deus era um cara legal e que não ia deixar de ouvir as orações das pessoas. Se até nossos amigos nos aguentam com as nossas encheções de saco, é claro que Deus é mais legal que nossos amigos.
E disse mais: “Quem procura acha. O pai é um bom pai. Ele dá coisas boas pros seus filhos. Se até vocês sabem dar um Playstation pros filhos de vocês, acham mesmo que Deus vai dar um Polystation?”.

Vendo a galera que Jesus tava expulsando um capeta, disseram alguns idiotas que ele fazia isso por que tinha pacto com o capeta. E ainda pediam pra ele fazer sinais e coisas do tipo. Mas Jesus nem perdia tempo. E dizia: “Olha, o diabo não é tão burro pra lutar contra ele mesmo. Eu tô expulsando o capeta pelo poder de Deus. Vocês é que não sabem de nada!”.

“Pra entrar ladrão na casa com o dono dentro, o ladrão tem que ser valente! E quando entra pra brigar, se ganhar, vai depenar o coitado. Entendam que quem não tá comigo, é meu inimigo!”.

“E esses capetas quando eu os expulso, rapidão procuram voltar. Se acharem a pessoa dando sopa novamente, trazem outros piores pra zoarem mais ainda o sujeito”.

Aí apareceu um cara zoando Jesus e elogiando a mãe dele. E disse: “Rapazzzzz, benzadeus pelo útero da senhora sua mãe e pelos peitos dela que te deram leite”. Na boa, se fosse eu, tinha arrancado dois dentes do cara ali mesmo. Mexer com mãe é passar dos limites! Mas Jesus apenas respondeu: “Benzadeus por quem ouve as coisas que eu ensino e as pratica!”.

Pra bater de frente com o tanto de gente que juntou ali, Jesus disse que aquela geração era uma porcaria; e que não receberiam sinal nenhum da parte de Deus, a não ser a própria ressurreição dele. E falou sobre o quanto que tava decepcionado com a incredulidade deles, pois outros no passado creram com bem menos motivos.

Também falou sobre o propósito de estarem ali: “Luz é feita pra iluminar o caminho. Luz escondida só serve pra dar lucro pra companhia energética. É desperdício! E que a luz de vocês seja boa, senão mermão, seu corpo todo vai ser uma desgraça. O jeito que você olha as coisas denuncia como é a luz em você”.

Aí um religioso convidou Jesus pra jantar e ele foi, pois boca livre é algo irrecusável. Mas, logo que chegou, o dono da casa começou a achar ruim de Jesus não ter ido lavar as mãos pra comer. Então Jesus falou: “Vocês lavam a louça inteira pelo lado de fora mas deixam sujeira do lado de dentro! O coração de vocês é igualzinho. Que adianta ficar dando dízimo e oferta se vocês desprezam o cuidado com as pessoas que estão necessitando de ajuda? Tem que fazer as coisas certas por inteiro!”.

Aí o dono da casa já deu chilique, pois se sentiu ofendido. E Jesus emendou na zoeira mais ainda: “Vocês ficam aí posando de teólogos, mas mais atrapalham os outros de andar com Deus do que ajudam! Inventam modas e teorias que não deixam os outros entrar no céu! Gente como vocês é que matou os profetas no passado. E vocês são iguaizinhos a esses assassinos!”.

“Vou cobrar de vocês o sangue de cada justo. Podem apostar!”.

Então os caras começaram um verdadeiro interrogatório, pois perceberam que Jesus não tava nem aí pro politicamente correto. E dizia a verdade independente de quem fosse incomodar. Bem diferente de muito pastor que fica só no sapatinho nas redes sociais hoje em dia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Faz a conta aí pra evitar Spam + 40 = 43