Marcos 2

27/02/2013

Alguns dias depois o povo ficou sabendo que Jesus tava em casa lá pros lados de Cafarnaum e fizeram aquela muvuca na porta. Tinha gente dentro e fora, na tentativa de pelo menos ouvir alguma coisa.

Então quatro caras trouxeram um tetraplégico, mas como ninguém dava licença pra eles passarem (naquele tempo deficiente não tinha direito a vaga especial), tiveram então a brilhante ideia de subir no telhado e descer o doente por lá. Embora a ideia soe ridícula, acabou funcionando e Jesus se surpreendeu com uma galera tão cheia de fé. E disse:

“Filho, suas dívidas com Deus tão perdoadas, fica relax.”

Os bunda-moles dos crentes que ali estavam já começaram a perturbar questionando que só Deus é que pode perdoar as dívidas dos homens. Como Jesus era safo, sacou as coisas ruins que passavam pela mente dos crentes e disse: “Acham mais fácil eu dizer que as dívidas do cara tão perdoadas ou eu dar uma ordem e ele ficar curado agora mesmo? Pra nenhum de vocês ficar de mimimi, vou mostrar quem eu sou: Ae negão! Levanta e leva essa cama embora daqui. E faz o favor de por a telha no lugar depois que sair!”. Imediatamente o cara se levantou e saiu pulando de alegria, carregando a cama improvisada. E todo mundo ficou admirado, e adoravam a Deus pelo que viram.

Novamente Jesus foi pros lados da praia e ensinava o povão que o acompanhava. Quando encontrou um sujeito chamado Levi, chamou-o pra andar junto. E no final do dia já estavam armando um churrasco com cerveja na casa dele. Acabou que muitos outros pecadores estavam lá, como em todo churrasco (hehehe).

Os crentes já estavam incomodados, reclamando que Jesus estava comendo e bebendo com gente dessa laia. Aliás, não sei nem o que foram fazer no churrasco, se queriam apenas meter o pau. Como Jesus pegava a maldade no ar, já deu uma resposta no ato: “Médico tem que ficar junto dos doentes. Médico que fica só em badalação social é cirurgião plástico! Eu vim pra consertar o que tá errado nessa galera e não pra cuidar da aparência.”

Os discípulos de João e os crentes ficavam sem comer pra se santificar. Quando perceberam que Jesus e os seus seguidores viviam de laje em laje só filando churrascos, tentaram os comparar com sua própria atitude. Jesus explicou: “Vocês jejuam pra ficar perto de Deus? Pois então... eles já estão perto de Deus. Por isso não precisam jejuar. Quando estiverem longe, aí irão fazer igual a vocês”.

E continuou explicando: “Remendar coisas velhas não funciona. Se a câmara de ar da sua bicicleta tá zoada, tem um limite de remendo que compensa. Passado esse limite, compensa mais comprar uma nova. Eu vim pra trazer as coisas novas e elas não são compatíveis com as coisas velhas”.

No sábado a tarde, enquanto passeavam perto de uma plantação de milho, os seus discípulos resolveram catar umas espigas pra fazer pamonha. Os crentes, que sempre estavam presentes pra chatear, diziam que não era permitido fazer esse tipo de “serviço” no sábado. Cansado daquele blábláblá, Jesus ensinou: “Quando o rei Davi teve fome, entrou no templo e comeu da comida que era sagrada. Aprendam de uma vez por todas que o sábado foi feito pro homem descansar e não o homem por causa do sábado. Eu é que mando nessa joça! Eu é que mando no sábado!”

Ariovaldo Jr - contato@bibliafreestyle.com.br

COMPARTILHE: