Lucas 10

07/03/2013

Depois de todas as aventuras que já tinham vivido, Jesus montou outro grupo de 70 pessoas pra enviar às cidades próximas. E dizia a eles: “O trampo nas coisas de Deus é muito, mas tem muito vagabundo procurando uma boquinha e pouco trabalhador de verdade. Orem pro Patrão enviar mais gente qualificada pra trampar.”

“Tô enviando vocês pra entrarem em cada fria sinistra. Mas não se preocupem. Não levem dinheiro extra ou colete a prova de balas. Nem percam tempo com pessoas no caminho. Quando chegarem em uma casa, sejam legais. E que a paz que está em vocês agora esteja em todos naquela casa também. Mas se não tiver ninguém que preste ali, a paz voltará pra vocês. Fiquem nesta casa comendo e bebendo o que tiver na cozinha. Quem trabalha de verdade merece salário. Simples assim. Não precisam ficar pulando de casa em casa.”

“Digam pras pessoas da cidade que o Reino de Deus chegou. Mas se nem assim forem recebidos em alguma cidade, limpem até os sapatos na frente dessas pessoas, pra que saibam que vocês não estão levando nada dali. Coitada dessa cidade quando eu vier tirar satisfações pessoalmente.”

“Ah bando de gente safada! Se os milagres que eu tenho feito por aqui fossem feitas em cidades de gente que nem tem temor de Deus, essas cidades hoje só teriam crentes de verdade. Tem cidade que se acha a última bolacha do pacote. Mas já vou avisando que não passa de bolacha de água e sal vencida e embolorada, que vai queimar no inferno.”

“Quem dá atenção pra vocês, é como se estivesse ouvindo a mim. E quem der um bicudo na bunda de vocês, tá chutando eu e meu Pai.”

Então voltaram os setenta, felizes pra caramba, por que até os capetas bundaram pra eles na hora do UFC espiritual. E Jesus comentou: “Eu vi o diabo se estrebuchando no chão. Tô dando pra vocês força pra vencerem qualquer coisa do mal, mas não fiquem entusiasmados com isso. Se tem algo que realmente deve deixar vocês felizes é por terem os seus nomes escritos no caderninho da vida, lá no céu.”

Aí Jesus se alegrou bastantão em seu Espírito e disse: “Valeu Paizão por você ter escondido essas coisas dos inteligentes e sábios, mas revelou estes segredos às criancinhas. O Senhor sabe o que faz!”.

E ainda disse: “O Pai me deu tudo. E só pode conhecer o Pai quem eu quiser que conheça. Só Ele me conhece de verdade. Sortudos são vocês que estão vendo isso tudo. Como teve profetas que desejaram ver estas coisas, mas não puderam”.

No meio da conversa levantou um teólogo e fez uma pergunta sobre o que deveria fazer pra ganhar a vida eterna. Jesus então inverteu a pergunta: “O que você acha? O que entende da Lei?”. Aí o teólogo respondeu o básico, sobre como deveria amar a Deus e ao próximo. Tendo sido elogiado por Jesus, emendou: “Só queria saber quem que é o meu próximo!”.

E lá veio uma história daquelas legais de Jesus. E disse: “Olha. Um sujeito viajava do Chile para o Brasil, tendo sido assaltado no meio do caminho (na Argentina). O coitado apanhou tanto, que ficou jogado na estrada. Aí veio um padre brasileiro e passou reto como se nem tivesse visto ele ali. Depois passou um pastor e fez a mesma coisa.”

“Aí então passou um Argentino, com camisa da seleção (escrito MESSI atrás). E ele sentiu pena do brasileiro, tendo o levado pra um hospital, onde deixou o pagamento da conta no seu cartão de crédito. Então eu te pergunto: quem você acha que foi o próximo do brasileiro?”. E o teólogo respondeu: “Foi o argentino, por que foi bondoso com ele!”. E completou Jesus: “Então faça você a mesma coisa. Simples assim”.

Ainda no caminho resolveu Jesus parar numa currutela. E uma mulher chamada Marta hospedou a galera. Marta tinha uma irmã chamada Maria, que ficou tão deslumbrada com as coisas que Ele dizia, que ficou sentada aos seus pés só ouvindo.

Aí Marta achou ruim, por que tava fazendo o serviço de casa sozinha. E foi lá reclamar com Jesus, pra mandá-la ir ajudar. Aí Jesus respondeu: “Ô Marta, isso é hora de fazer faxina? Para de sofrer a toa. Maria é que é esperta, pois tá concentrada naquilo que é importante. Por mim ela deve ficar exatamente onde está.”

Ariovaldo Jr - contato@bibliafreestyle.com.br

COMPARTILHE: