João 17

26/03/2013

Jesus estava ainda na casa onde lavou os pés dos seus amigos quando elevou os olhos para o alto e começou a orar:

“Oi Pai, tá na hora né? Todo o projeto que tínhamos desde a fundação do mundo vai ser desencadeado. Sei que serei glorificado e isso também te glorificará. Esse momento é algo muito especial para o mundo porque agora, com o poder que o Senhor me concedeu, vou poder salvar e dar a vida eterna a todos os que o Senhor me apresentou. E é interessante Pai, porque esta vida eterna é uma ação de fé, basta que aceitem o Senhor como Deus único e a mim, como o seu Ungido enviado. Enquanto estive aqui fiz exatamente aquilo que o Senhor mandou. Estou pronto para voltar para casa que é o meu lugar desde sempre.”

“É Pai. Eu contei tudo sobre ti aos meus amigos e eles guardaram a tua palavra e a ficha caiu para eles a respeito de quem eu sou e de onde vim.”

“Pai nesta hora eu peço pela vida dos meus amigos. Peço porque eles ainda vão ficar e enfrentar todo tipo de contratempo. E a vida simples que eles levaram até hoje acabou. Tormento, perseguição e intolerância, tudo isso será a vida deles a partir de agora. Pai eles precisam muito da sua proteção, enquanto estive aqui eu os protegi, mas agora vou para casa e eles precisam muito de ti. Eles se mantiveram firmes, menos o FDP (Filho Da Perdição, há!) que cumpriu a tarefa que lhe fora proposta e ele aceitou. E agora que estou indo para casa peço por eles. Peço enquanto ainda estou aqui para que tenham certeza a respeito de tudo quanto eu falei e tenham felicidade plena. O que eu ofereci a eles não foi grana, poder, status e nem regalias. Deixei a sua palavra e o mundo tomou birra deles porque eles não tão fechados com o sistema como eu também não estou. Pai não os tire do mundo. Mas os proteja do diabo.”

“Eles não estão fechados com o sistema e eu também não estou. Pai transforma a vida deles através da tua palavra e da mesma forma que o Senhor amou o mundo e por isso me enviou eu também vou enviá-los ao mundo que os odeia e me odeia também. Eu entreguei a minha própria vida para que eles tenham possibilidade de também se entregarem pelos outros.”

“Pai, não oro apenas pelos amigos que estão aqui comigo nesta casa. Oro também por todos outros irmãos e irmãs que vão se juntar a nós pela mensagem que eles irão pregar pelo mundo todo.”

“Pai oro também para que eles sejam um. Como eu sou contigo, oro para que também eles sejam um. E sabe Pai, espero mesmo que eles se unam porque essa união será tão fora do padrão que o mundo vai crer que fui enviado por ti. Pai, por favor, dá para gerar neles um espirito de união e torná-los um conosco, para que o mundo entenda o que é o verdadeiro amor? Por favor! Toda a glória que o Senhor deu a mim, desejo repartir com os meus amigos e gostaria muito que eles estivessem comigo”.

“Pai justo, Pai querido, o mundo não me conhece, eu te conheço profundamente e os meus amigos, os meus verdadeiros Brothers, sabem agora que o Senhor é quem me enviou. E eu não escondi esta informação deles. Por isso eu os amo da forma que o Senhor me ama.”

Guilherme Burjack - burjack@gmail.com

COMPARTILHE: