Atos 2

23/03/2013

Chegando o dia da festa de Pentecostes (que celebrava a colheita, exatamente 50 dias depois da Páscoa), os discípulos e a galera que andava junto estavam todos reunidos no mesmo lugar. Aí de repente veio um som sinistro do céu. Num primeiro momento pensaram que era algum carro de boy e que os alarmes dos cavalos iriam disparar com os graves, mas não era nada disso. Era do céu mesmo. E como se um vento fortíssimo tivesse entrado na casa, chegou até cada um dos que estavam ali.

E todos viram como se umas línguas divididas ao meio, só que feitas de fogo, estivessem descendo sobre a cabeça de cada um que estava reunido ali. O que significa isso? Boa pergunta! Assim que cada um foi cheio do Espírito Santo, começaram imediatamente a falar em outros idiomas que desconheciam, conforme o Espírito Santo mexesse o doce.

Como era festa em Jerusalém, a cidade tava lotada de gente de tudo quanto é lugar do mundo. E quando o som do que tava rolando ali na casa foi ouvido do lado de fora, as pessoas começaram a chegar. Acharam estranho que cada um ouvia os discípulos falando do quanto Deus é maravilhoso em seu próprio idioma. E acharam isso estranho mesmo, pois os discípulos eram galileus (que era uma espécie de "Corinthiano, maloqueiro, sofredor, graças a Deus" da época). Então chegaram à única conclusão aceitável: "ISSO AÍ SÓ PODE SER CACHAÇA!"

Pedro quando ouviu esse comentário, se colocou em pé no meio dos onze discípulos e disse: "Galera! Escutem o que eu vou dizer. Nós não somos o Zeca Pagodinho pra estarmos bêbados às 9h da manhã! Mas o que vocês estão presenciando é o que o profeta Joel havia dito que iria acontecer. Que o Espírito de Deus seria derramado sobre toda a carne e que haveriam profecias, visões e sonhos inspirados entre nós. Além de sinais sinistros, até que o Senhor venha. Joel também escreveu que todo aquele que dedicar sua vida ao Senhor, será salvo."

"Aquele cara que vocês mataram, o tal de Jesus Nazareno... Ele é o filho de Deus, enviado pra morrer. E que ressuscitou dois dias depois por que a morte não podia segurar o único homem justo que já existiu! E agora Ele tá lá do lado de Deus, conforme também o rei Davi havia previsto em seus Salmos. E nós assistimos isso tudo! Ele é o Cristo, o enviado de Deus que é Senhor de todas as coisas!"

Quando ouviram isso, a galera borrou a cueca geral. E disseram: "Vixiiiiiiii... fizemos cagada heim! O que podemos fazer agora?". E Pedro respondeu: "Se arrependam de verdade e confessem publicamente a Jesus Cristo, passando pelo batismo, então seus pecados serão perdoados e vocês vão receber o Espírito Santo. As promessas de Deus são pra todos aqueles que Ele chamar!".

E com longos discursos Pedro falava às pessoas sobre a importância de não fazer parte dessa geração desgraçada. O negócio foi tão legal, que naquele dia quase três mil pessoas foram batizadas, confessando que Jesus era o Cristo. E todos estes levavam uma vida íntegra e simples, conforme aprenderam com os discípulos diretos de Jesus (também chamados de apóstolos). Eles viviam juntos, dividiam até a comida e oravam sempre em grupo.

Em cada pessoa havia um respeito imenso pelas coisas de Deus (coisa que tá em falta hoje em dia, né?). E os discípulos faziam uns sinais mágicos sinistros. O negócio era tão legal, que ninguém nem tinha coragem de pedir Truco.

As pessoas que acreditaram em Cristo viviam tão juntas, que repartiam tudo entre si. Cada um tinha consciência de que nada era exclusivamente pra si. E se alguém estivesse passando algum aperto, outra pessoa corria vender algo pra poder ajudar. Essa era a vida deste povo mágico chamado IGREJA DE JESUS, O CRISTO. Homens e mulheres que viviam no templo e nas casas, repartindo o que receberam de Deus. Era tanta sinceridade na vida deles, que o povo que não fazia parte do movimento começou a admirá-los. É realmente difícil de acreditar, mas ser cristão já foi motivo de admiração no passado!

E em cada dia o próprio Deus ia trazendo aqueles que haviam de ser salvos. Nem era preciso usar modelos de crescimento, shows, eventos de colheita ou apelos no final do culto.

Ariovaldo Jr - contato@bibliafreestyle.com.br

COMPARTILHE: