1 Corinthians 15

14/08/2013

Faço questão de lembrar vocês do ensino do Evangelho que eu já havia ensinado. Ensino que vocês receberam e permaneceram fiéis a ele. E por esse ensino vocês são salvos, se fizerem tudo que eu disse pra fazer. Se é que não acreditaram a toa.

Eu ensinei o que apprendi: que Cristo morreu por causa dos nossos pecados, conforme as Escrituras. Ele foi sepultado e ressuscitou dois dias depois (três na conta dos judeus), tudo conforme tava escrito. Foi visto por Pedro e pelos outros discípulos. E apareceu também pra mais umas 500 pessoas, sendo que alguns desses já morreram. Aí apareceu pra Tiago e por todos os apóstolos.

Por último Jesus apareceu pra mim, como se eu fosse um filho fora de época. Porque eu sou o menor dos apóstolos. Aliás, nem mereço ser chamado assim, pois persegui a igreja de Deus. Mas pela graça de Deus sou isso aqui. E o que Deus fez por mim não foi desperdiçado, pois trabalhei mais do que todos os outros discípulos. Aliás, eu não, mas a graça de Deus que está comigo.

Sendo a pregação feita por mim ou pelos outros, importante é que vocês acreditaram no que dissemos.

Agora me expliquem uma coisa: como podem alguns entre vocês dizer que os mortos não ressuscitam, se ensinam que Cristo ressuscitou? Ué, se não existe isso, então nem Cristo reviveu. E se Ele não reviveu, então nossa pregação é inútil, assim como a fé de vocês. Se isso que vocês pensam fosse verdade, seríamos considerados testemunhas mentirosas de Deus. E todos continuamos nos nossos pecados. E os que morreram estão perdidos.

Se esperamos em Cristo só nessa vida, então temos a existência mais miserável da face da terra. Porque Cristo ressuscitou sim, tendo sido o primeiro dentre todos. E do mesmo jeito que esse lance de morrer aconteceu por causa de um homem (Adão), da mesma maneira a ressurreição agora vem por outro homem (Jesus).

As coisas vão rolar nessa ordem. Primeiro foi cristo, depois os que são dEle, quando Ele voltar. Aí depois será o fim, quando tiver entregado o Reino pro Pai. Aí todo o mal será destruído. E Jesus vai reinar até que coloque todos os seus inimigos debaixo da sola do seu sapato. O último inimigo a ser destruído é a morte.

Tudo tá debaixo da sua autoridade, exceto o Pai. E quando ele tiver terminado de sujeitar tudo a si, então Jesus vai se sujeitar ao Pai. Pra que Deus seja tudo em todos. Pra que batizar pessoas pelos mortos, se mortos não ressuscitam? Pensem!

Afirmo que cada dia estou morrendo, me alegrando por vocês meus irmãos em Cristo Jesus. Se como homem lutei em Éfeso contra as bestas, de que isso adianta se os mortos não ressuscitam? Vamos comer e beber porque amanhã morrremos.

Fiquem espertos! As conversas fiadas corrompem as boas práticas. Cuidem direito de si e não pequem. E sintam vergonha de haver entre vocês alguns que ainda não tem o conhecimento de Deus.

Alguns ficam se perguntando como que será o corpo daqueles que ressuscitarem. Ora, que besteira. O que você planta não nasce se primeiro não morrer a semente. A semente não é o que vai nascer. Deus dá o corpo como quer. E cada semente tem seu próprio corpo. Até os animais tem corpos diferentes. Os corpos celestes também tem cada um o seu jeitão. E na ressurreição dos mortos o que foi semeado em corrupção, será colhido em incorrupção. O que foi plantado em desonra, reviverá em glória. O que foi plantado em fraqueza, reviverá em força.

Semeamos o corpo natural e ressuscita o corpo espiritual. Se tem corpo natural, então também existe corpo espiritual. As escrituras já diziam que Adão foi feito alma vivente. Mas o último Adão (Cristo) será espírito vivificante. Não é primeiro o espiritual, mas primeiro o natural. O primeiro homem é da terra, o segundo é do céu.

Do mesmo jeito que trouxemos à vista as coisas terrenas, também traremos as coisas do céu.

E saibam que carne e sangue não podem herdar as coisas de Deus. Nada que se corrompe pode herdar as coisas eternas.

E pra bagunçar a cabeça de vocês, vou contar um mistério: nem todos vamos morrer, mas alguns serão transformados. Uma piscada de olhos e PUFT! Será trombeta tocando, mortos ressuscitando e a gente sendo transformado.

As coisas que se corrompem precisam ser transformadas em incorruptíveis. O que é mortal, transformado em imortal. Quando isso acontecer, então a morte vai se ferrar bonito.

Cadê seu poder, morte? Cadê sua vitória Inferno? Chupaaaa!

O poder da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei. Mas graças a Deus pela vitória que recebemos em Jesus Cristo.

Sejam firmes e constantes! Continuem a andar pelo caminho direito de Deus, sabendo que o esforço de vocês não é a toa!

Ariovaldo Jr - contato@ariovaldo.com.br

COMPARTILHE: